Escutamos a mesma música?

04/02/2017

 

            Depois da invenção do processo de gravação e reprodução de música, podemos dizer que a música ou a gravação é a mesma, já que esta foi um registro momentâneo de uma execução. Quando escutamos apresentações ao vivo, percebemos que existem variações nas interpretações. Comecei o texto falando da gravação, pois esta não sofre alterações, é a mesma gravação sempre, é aí que eu pergunto: escutamos a mesma música?

            Um músico experiente consegue perceber elementos ou estruturações que na maioria dos casos um ouvinte leigo (não musico) não percebe, claro, isso não é uma regra, usei estes personagens para expressar uma ideia, o ponto que eu quero chegar é que um percebe os timbres, as combinações sonoras dos instrumentos; outro a harmonia; outro a improvisação, quais as escalas ou arpejos foram usados; já outro dispõe mais atenção à seção rítmica; e há quem perceba tudo isso ao mesmo tempo? Na primeira audição?

            Esta percepção passa por um longo preparo, por um longo processo de estudos, pelo hábito de escutar com atenção (hábito que gradativamente estamos perdendo, muito em função de “assistir música”. Mas isto é assunto para outro texto). Este processo pode passar por aula de percepção musical, aula de apreciação ou simplesmente pela pratica de escutar com atenção, fazendo relações, ou seja, se deleitando com a escuta, com a apreciação musical.

            Escutamos a mesma música?

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square